Escorpião

Segundo registros científicos, os escorpiões existem há mais de 400 milhões de anos.

Atualmente já estão catalogadas cerca de 1600 espécies, 140 no Brasil.

Características

Suas cores variam do amarelo palha ao negro total, passando por tons intermediários, como o amarelo-avermelhado, vermelho-amarronzado, marrom e tons de verde ou mesmo de azul.

Tem geralmente hábitos noturnos quando caçam e se reproduzem.

Sua alimentação é baseada em insetos como cupins, grilos, baratas, moscas e mutucas, e também aranha.

Curiosidade:

Quando há falta total de alimento, os animais desta espécie praticam o canibalismo para sobreviver, ou seja, devoram seus semelhantes.

Os escorpiões conseguem comer quantidades imensas de alimento, mas conseguem sobreviver com 10% da comida de que necessitam, podendo passar até um ano sem comer e consumindo pouca água, quase nada durante sua vida inteira.

Previna os acidentes

O ataque de um escorpião, dependendo da espécie, pode até matar uma pessoa adulta.

Como só atacam o homem quando se sentem acuados, anote algumas medidas básicas para evitar acidentes:

Sacuda e examine calçados e roupas antes de usar;

Mantenha limpos os locais próximos a residências evitando acúmulo de lixo, entulhos e materiais de construção;

Mantenha o ambiente familiar livre de baratas, que são reconhecidas como um dos principais alimentos dos escorpiões nos centros urbanos;

Não coloque mãos e pés dentro de buracos, montes de pedras ou lenhas;

Use sempre calçados e luvas nas atividades rurais ou de jardinagem;

Use telas em portas e janelas;

Use ralos protetores;

Crie aves domésticas em zonas rurais, que agem como predadores naturais;

Em áreas com incidência de escorpiões, mantenha as camas a uma distância mínima de 10 cm das paredes.

Fonte: www.aprag.org.br